Mostrando postagens com marcador Tintura. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Tintura. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 4 de julho de 2017

Resenha | Banho de brilho/Tonalizante vegano da Avora



No ano passado eu resolvi voltar a fazer luzes no cabelo e desde então tenho apenas retocado a raiz. Nesse meio tempo, o comprimento do cabelo tende a desbotar, amarelar e perder um pouco o brilho. Dessa forma, o recomendado é usar produtos roxos para retirar tons amarelados ou produtos como tonalizantes/banho de brilho. 

Vi que a Avora tinha se tornado uma empresa cruelty free e vegana (de acordo com o texto abaixo) e encontrei o banho de brilho na cor platina aqui em Belo Horizonte para vender por mais ou menos R$23 e comprei para testar.  

Resposta do SAC:

"Eliana bom dia

Todos os componente são de origem vegetal. Também não fazemos testes dos nossos produtos em animais, por respeito ao mundo e a vida. Os fornecedores de matéria prima também não efetuam testes em animais.

Nossa preocupação é que esses testes sejam proibidos e banidos de toda a cadeia industrial da área de cosméticos. Infelizmente, não são todas as empresas que prezam por esse respeito e por essa conduta.

Os produtos da Avora há mais de 10 anos, são todos de origem vegetal. A proteína do leite utilizada, vem de uma árvore chamada Amapazeiro.
Att.
Sac Avora Cosméticos
sac@avoracosmeticos.com.br"

Além dessa resposta, a empresa afirma ser vegana no site: http://www.avoracosmeticos.com.br/dicas/3883/




Para usar o tonalizante, lavei o cabelo com shampoo, retirei a umidade e apliquei no cabelo inteiro. Deixei por 30 minutos e enxaguei. Usei aproximadamente 1/5 do frasco, mas quem tem menos cabelo, vai poder usar mais vezes.

O resultado foi esse abaixo, não mudou muito a cor. Como meu cabelo não é muito claro e tem luzes, a parte castanha natural não mudou, mas as mechas descoloridas ficaram um pouco mais claras e menos amareladas. Em algumas regiões do cabelo, ele ficou bem branquinho.

Gostei muito do resultado, achei que o cabelo ficou mais brilhoso e macio, não ressecou e o produto rende bastante.



Composição:

terça-feira, 21 de março de 2017

Resposta do SAC | Colorações da Keune


Enviei um e-mail à Keune Internacional questionando a política de testes em animais e se vendiam na China atualmente. Responderam que não vendem na China e não realizam testes em animais, bem como seus fornecedores. Além disso, informaram que a linha "So Pure" era totalmente vegana com a exceção de um produto (coloração 3000), conforme e-mail abaixo. E caso eu quisesse saber se um produto específico era vegano, bastava perguntar: 


"Dear Eliana,

Thank you for your email.

We do not test our products on animals nor do we sell our products to China. Attached a statement.

The 'Keune So Pure Natural Balance' product line is vegan-friendly.

In the remaining Keune product lines several vegan-friendly products are available.
Unfortunately we don't have a single overview with all Vegan-friendly products.
There are two ways to get further informed on the ingredients used in our products:

1. Together with the cosmetic product a declaration of the used ingredients is presented on the packaging. These ingredients are listed by their INCI names (International Nomenclature Cosmetic Ingredient). This way you are able to check for yourself, which materials were used in the product.

2. Or please inform us on what type of product you are interested in? And we will perform a specific search for you.

Hope this information will help you further on. Please let us know in case of additional questions or requests."





Perguntei sobre as tintas da Keune, quais eram adequadas para veganos. Segue a resposta:





"Dear Eliana,

Thank you for your email.

Semi Color (24xxx); Keune Color Man all shades (1600x) are vegan-friendly.


Tinta Color all shades (26xxx) are not vegan friendly (including the Tinta Color Ultimate Blonde range). This range contains a natural silk protein.


The 'Keune So Pure Color' product line (28xxx) is vegan-friendly with one exception.

After the date of 16 Jul 2015 we have introduced a new product within the So Pure Color range.

This concerns the So Pure Color no. 3000 (28030). This product contains Beeswax and is not vegan-friendly.

Magic Blonde (16423) is not vegan friendly, because it contains Serica (Silk Powder).

Cream Bleach (16424) is vegan-friendly.

So Pure Color Blonde Lift Powder (23351) is also vegan-friendly.


Please be aware that the above answers are based on our current portfolio.
In practice their might be still products present in the market, which are no longer part of our portfolio, have been reformulated over time, or new products might be launched after this date.
The INCI declaration on the packaging gives you the opportunity to double check which ingredients were used.
Hopefully the above answers will help you further on.

Please feel free to contact us again for additional questions or comments."




Algumas das colorações contém proteína da seda e cera de abelha (destacado em vermelho acima). Conforme a resposta do SAC, essas colorações não possuem ingredientes de origem animal:



quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Produtos veganos para cabelos loiros


No final do ano passado resolvi fazer luzes e pesquisei bastante sobre produtos veganos para descoloração, tintura e manutenção. Não é das coisas mais fáceis de se encontrar, mas estes são os produtos que tenho usado e gostado atualmente:






1. Água oxigenada e pó descolorante da Inoar (Color System).

Os 2 não contém ingredientes de origem animal (mas a tintura contém queratina) e são bem acessíveis. O pote de água oxigenada com 80 ml custou cerca de R$4 e o pó descolorante com 300 g custou R$25. 

Composição da água oxigenada

Composição do pó descolorante


2. Olaplex - passos 1 e 2.

Para garantir que meu cabelo não ficasse detonado com a descoloração, resolvi investir nos passos 1 e 2 de Olaplex. Comprei fracionado pelo Mercado Livre por cerca de R$160, que dura mais ou menos 5 aplicações dependendo de quanto pó descolorante será usado (o valor do kit full size é bem mais caro) e levei no salão para que a cabeleireira misturasse com a ox e o pó descolorante. 

De acordo com o site e a resposta do SAC, eles não contém ingredientes de origem animal nem estão envolvidos com testes em animais. Para saber como se usa, o site do Brasil explica direitinho.

Gostei muito do resultado e a minha cabeleireira ficou impressionada como o meu cabelo ficou sedoso e não danificou após as luzes bem clarinhas. No entanto, o tempo de descoloração durou bem mais que o normal, segundo ela. 


Problemas típicos de quem tem gato carente em casa


1. Shampoo Bleach Blondes da Lee Stafford.

De acordo com a resposta do SAC da Lee Stafford, esse shampoo é vegano.

Eu já testei vários shampoos desamareladores e esse é de longe o melhor, na minha opinião. Ele deixa os fios mais branquinhos, não resseca e tem um cheiro ótimo. O preço não é muito convidativo (cerca de R$45 por 250 ml), mas eu uso 1 vez por semana.




2. Shampoo seco Light & Blonde da Batiste

O shampoo seco da Batiste para cabelos claros/loiros tem uma coloração amarelada e disfarça a raiz escura. Gosto muito de como ele segura a oleosidade até o dia seguinte. É só borrifar pequenos jatos na raiz e massagear com os dedos para espalhar.  

Tenho a raiz do cabelo super oleosa e se eu fico 2 dias sem lavar o cabelo, percebo um aspecto ensebado. Já testei o shampoo em pó da Lush e fiz um DIY com amido de milho e bicarbonato, mas não gostei do resíduo que deixa no couro cabeludo. Isso não ocorre com os shampoos da Batiste, que tem selo vegan & cruelty free. Custa cerca de R$35 por 200 ml.

Cabelo oleoso antes

Cabelo após usar shampoo seco da Batiste

Composição shampoo seco da Batiste


3. Violeta genciana da Farmax

Conforme a resposta do SAC da Farmax, a empresa não realiza testes em animais. 

A violeta genciana pode ser encontrada em farmácias por cerca de R$3 e se usa algumas gotinhas misturada em água ou creme branco hidratante para tirar o amarelado de cabelos loiros. A quantidade depende do quão acinzentado preferir mas precisa tomar cuidado para o cabelo não ficar roxo e não manchar as mãos ou as roupas. Geralmente uso 3 gotas em 1 litro de água de deixo agir por 3 minutos antes de lavar com shampoo e máscara. Como ela costuma ressecar o cabelo, também dá certo se misturar 2 gotas em 1 colher de chá de máscara e deixar agir por alguns minutos no cabelo antes de enxaguar. 

Obs: Eu fiz um furinho na tampa para deixar passar gotas ao invés de virar o portinho e acabar zuando tudo!


4. Queratina líquida da Riquezas da Terra

Essa queratina é obtida por cabelo humano e portanto é vegana. Comprei no site da Riquezas e paguei R$14,90 por 120 ml. 

A queratina é importante para reconstrução de cabelos descoloridos. A queratina vegetal geralmente é composta de proteína do trigo, milho e soja, mas nas concentrações encontradas em produtos mais baratos, nem sempre é capaz de reconstruir cabelos danificados.

Para usar é só diluir na água, máscara ou condionador neutro na concentração máxima de 2,5% (cerca de 0,75 ml de queratina para 30 ml de creme/água) e deixar agir por 10-15 minutos. O cabelo fica com um aspecto áspero no dia, mas na próxima lavagem volta ao normal. Tenho usado a cada 15 dias, mas a frequência depende do quanto o cabelo está danificado.

Obs: observe se a máscara já não possui queratina na composição e prefira uma máscara de hidratação ou nutrição, que contenha boa concentração de óleos vegetais..

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Resposta do SAC | Amend


Eu não sou muito fã dos produtos da Amend, mas muitas pessoas gostam e me perguntam sobre os cosméticos. Questionei a Amend se existem produtos isentos de ingredientes de origem animal e essa foi a resposta:


Bom dia!

Primeiramente, queremos agradecer seu contato. Para nós da Amend, esta é uma oportunidade para estreitarmos o relacionamento com você.

Em resposta ao seu e-mail informamos que alguns produtos podem conter algum ingrediente de procedência animal, porém estamos buscando alternativas para desenvolver produtos que respeitem o meio ambiente e os animais.

Segue em anexo tabela com resumo de ingrediente de alguns produtos Amend. É possível consultar a composição de todos os nossos produto através de nosso site http://www.amend.com.br/

Informamos também, que não realizamos testes em animais ou em tecidos de animais criados exclusivamente para pesquisa, nem estimulamos estes tipos de testes. As avaliações de segurança de ingredientes são realizadas através de métodos cientificamente válidos em humanos voluntários, visando à comprovação da compatibilidade, aceitabilidade e benefício, sempre atendendo aos princípios de ética em pesquisa envolvendo seres humanos.


Permanecemos a sua disposição para quaisquer outros esclarecimentos.

Cordialmente,

Siga Amend nas redes sociais:

http://www.facebook.com/AmendCosmeticos

Visite nossa loja virtual:

http://loja.amend.com.br/


Questionei também sobre as colorações. Essa foi a resposta:


Olá Eliana, boa tarde!

Em resposta ao seu e-mail informamos que a Coloração Creme Sem Amônia Supéria Color, não possuí em sua composição ingredientes de origem animal, assim como a Coloração Creme Magnific Color que também não composta por tais ingredientes.

Permanecemos a sua disposição para quaisquer outros esclarecimentos.


Segundo a resposta do SAC, somente essas duas não possuem ingredientes de origem animal.
Obs: As cores foram escolhidas aleatoriamente.

Além dessas colorações, o pó descolorante da embalagem vermelha também não contém ingredientes de origem animal:



Obs: Eu não tive a oportunidade de conferir o rótulo de todos os produtos da lista. Os que eu olhei me pareceram ok. Sugiro, portanto, dar uma lida no rótulo antes de comprar.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Resenha: Keraton Henna da Kert - cor castanho




Recebi esse tonalizante com extrato de henna da Kert e fiquei um pouco receosa de escrever a resenha aqui porque eu não pude tirar uma conclusão definitiva sobre esse produto, mas falarei sobre as minhas experiências. Mais detalhes a seguir.

De acordo com o site da Kert: "é um produto ecologicamente correto, pois não contém nenhum derivado animal, seu conservante é *ECOCERT, sua essência é natural e ainda é aditivado com Cistina Vegetal".

Principais ativos:

- Manteiga de karité
- Glicerídeos da soja
- Óleo de macadâmia
- Óleo de tamanu
- Óleo de kukui
- Polyquartenium-39 (excelente hidratante)
- Cistine (um dos aminoácidos que formam o cabelo)
- Henna
- pigmentos

Composição:


Primeiramente eu gostei muito da postura da Kert em lançar um produto cruelty free e isento de ingredientes de origem animal. Os outros produtos da marca possuem ingredientes de origem animal, como a lanolina, presente no banho de brilho Keraton, por exemplo. Portanto, esse é o único produto vegano da Kert que eu conheço.

Essas são as cores disponíveis e eu escolhi a cor castanho:



Eu já estava querendo voltar à cor natural do meu cabelo desde esse post. Estava achando muito complicado manter um tom castanho no meu cabelo que foi loiro claro durante muitos anos. A cor fica ótima na primeira aplicação mas logo desbota e volta para o loiro palha em pouquíssimas lavagens.

Antes de aplicar no cabelo inteiro, é importante fazer a prova de toque e o teste de mecha, aplicando em uma mecha e esperar o tempo indicado, para depois observar se a cor é a desejada.

Confesso que eu separei apenas uma mecha do cabelo e não levei em consideração que há pelo menos uns 3 tons diferentes, ou seja, não está com uma cor homogênea. Por isso, caso a cor do seu cabelo esteja um caos como o meu, recomendo fazer o teste com várias mechas.

Para fazer o teste de mecha, apliquei um pouco do produto nas pontas e deixei agir por 45 minutos. Lavei em seguida e sequei. Este foi o resultado:


Gostei muito da cor que resultou e não estragou muito. Era bem isso o que eu queria. Mas ao repetir o processo no cabelo inteiro, a cor resultada foi um desastre completo!! Na parte externa do cabelo, que é mais fina e mais clara que o resto, ficou um tom cinza azulado tenebroso:

Resultado com o Keraton Henna cor castanho



Não consegui entender por que no teste de mecha a cor ficou tão bonita e no cabelo inteiro um azul punk! Na caixinha diz não ser indicado usar o tonalizante castanho em tom loiro claro e na parte externa ele estava loiro médio e é mais fino. Ok, confesso que o erro foi meu de não ter tido mais prudência, mas cinza azulado foi demais!


Depois de 5 lavagens o tom azulado não saía do cabelo, apesar de no restante do cabelo ter desbotado parcialmente. Cansada de só sair de casa com coque, aproveitei que tinha em mãos e resolvi passar por cima a tintura de henna da Surya na cor preto, já que eu sei que ela não estraga o cabelo e deixa uma cor bonita. Felizmente o resultado foi ótimo, deixei agir por 2 horas e ao enxaguar e secar, a cor ficou linda, o cabelo sedoso e brilhoso!





Conclusões: Antes de usar, leia todas as informações da caixinha e faça um teste em várias mechas. Além disso, o cabelo não pode estar poroso e danificado. Acredito que pode funcionar em muita gente durante o retoque de tinturas, como banho de brilho, já que o teste de mecha que eu fiz resultou em uma cor linda. Creio que o meu caso foi uma exceção de azar. 

A Laura do blog Laura Vegan comentou que ela adorou esse tonalizante na cor Acaju.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Tinturas, tonalizantes e descolorantes veganos

Sou questionada com certa frequência a respeito de tinturas, tonalizantes e descolorantes veganos. A maioria das colorações de empresas que não testam em animais leva queratina e colágeno de origem animal, aminoácidos da seda e cera alba, por exemplo. E para piorar muitas empresas não deixam claro se o produto é mesmo isento de ingredientes de origem animal.

Para minha tristeza eu descobri há pouco tempo que a Joico e a Alfaparf testam em animais, já que, ao que tudo indica, estão sendo vendidas na China (fonte: aqui e aqui), ou seja, deixaram de ser cruelty free!

Resolvi fazer uma lista com várias opções de tinturas veganas baseando em informações nos sites, respostas de SAC e na leitura da composição do rótulo. É importante dizer que nem todos os produtos dessas empresas são veganos. Pode ser também que existam outros produtos veganos que eu não mencionei. Nesse caso, peço a gentileza de que quem souber de mais algum deixar o nome do produto nos comentários.

PRODUTOS INTERNACIONAIS



1. Aubrey - Coloração natural
2. Naturtint - Coloração sem amônia (Resenha aqui)
3. Tints of Nature - Coloração sem amônia
4. Manic Panic - Flash Lightening Kit de mechas/luzes 
5. Herbatint - Coloração sem amônia
6. Tints of Nature - Kit de mechas/luzes
7. Manic Panic - Tinta fantasia
8. Manic Panic - Amplified tonalizante desamarelador
9. Aveda - Coloração  Não é mais cruelty free!!
10. Paul Mitchell - Ink Works, XG, PM Shines
11. Special Effects - Tinta Fantasia
12. Lush - Henna
13. Overtone (Entrega no Brasil)
14. Directions (Entrega no Brasil)


PRODUTOS NACIONAIS


1. Kert - Keraton Henna tonalizante com certificado orgânico
2. Surya - Henna com certificado vegano (Resenha aqui)
3. Yamá - Dekap Color
4. Intea - Loção Clareadora (Resenha aqui)
5. Cless - Lighner Pó descolorante (exceto o de proteínas do leite)
6. Yamá- Água Oxigenada
7. Amend - Pó descolorante Aloe Vera e Silicone (somente o de embalagem vermelha)
8. C. Kamura - Tonalizante Color Intense
9. Keune - Coloração So Pure (a linha So Pure é isenta de ingredientes de origem animal)
10. Phytoervas - Coloração Phytocolor

Atualização 07/09/2015:

11. Coloração e revelador Itely Colorly 2020  Não é mais cruelty free (vende na China!)
12. Tonalizante Keraton Hard Fix da Kert



Composições: 








terça-feira, 20 de agosto de 2013

Resultados com a Henna Surya: preto e cinza prateado



Achei importante colocar aqui os resultados da henna Surya em cabelos brancos. Alguns veganos estavam me perguntando sobre uma tintura vegana que ficasse bem em homens que quisessem cobrir os fios brancos.

Para quem não sabe, a tintura mais famosa de todas indicada para homens é a Grecin 2000 e infelizmente é testada em animais. A marca pertence à Just For Men - Unilever.

Geralmente não é toda tinta que fica bem em homem e por isso a tintura deve ser de coloração mais próxima do cabelo natural possível. O ideal é possuir tons acinzentados para que os resultados sejam os mais naturais possíveis. Mas é claro que cada um é livre para escolher a cor que achar melhor.



Sempre tive receios de que a henna Surya pudesse deixar o cabelo muito avermelhado. No entanto, conversando com uma profissional da Surya, me foi indicado o uso da mistura de cores preto e cinza prateado para que não houvesse subtons avermelhados. A mistura que usei foi 1:1 e o tempo de espera foi entre 1 hora e meia a 2 horas com o uso de uma touca de plástico que acompanha a embalagem.

Este é o resultado no cabelo do meu cobaia namorado. Ele tinha muitos fios brancos na raiz e eu queria disfarçar de forma natural:




A cobertura não foi 100% completa. Ficaram uns fios brancos. Mas isso se deve principalmente à minha falta de prática em usar henna. Tem que aplicar com uma escova e massagear bem para que a tintura fixe. Na primeira vez que apliquei (há uns 3 meses), quase não pegou. Mas tento deixar mais tempo que o indicado (que é de 1 hora).

A cor ficou muito natural e os fios brancos que não foram tingidos ajudaram a ficar com aspecto mais natural. Ele não reclamou de tons avermelhados, apesar de ter sim um pouco de reflexos avermelhados. Achei que a cor do cabelo dele ficou muito parecida com o cabelo do também vegano Anthony Kiedis:



A duração é de menos de 1 mês. Começa a desbotar bem rápido, mas a diferença da henna Surya para as outras tinturas convencionais é que a reaplicação pode ser feita sempre que necessário: semanal, quinzenal ou mensal.

E outra vantagem é que não resseca os fios. Na verdade a Surya hidrata e dá brilho, já que não possui ingredientes agressivos como as tinturas comuns.

O preço de cada caixa é em torno de R$22 e as 2 caixas (preto + cinza prateado) duram, em média, 4 retoques de raiz. 

Obs: Eu recomendo fazer teste de mecha antes de aplicar no cabelo inteiro!

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Do Loiro ao Castanho com Naturtint!

Naturtint Dark Blonde - 6N (US$13.80)

Comprei essa caixa no iHerb há pelo menos 4 meses. Estava muito sem coragem de pintar de castanho depois de 10 anos só descolorindo com certa frequência. Mas chegou a um ponto em que eu não me identificava mais com a cor loiro claro e não achava que compensava tanto trabalho de manutenção e a grana que um cabelo loiro descolorido exige (hidratações constantes, desamareladores, banhos de brilho, retoques de raiz...). Enfim, resolvi tirar meu cabelo do armário e tentar voltar para a cor natural!

Escolhi a tintura Naturtint na cor Dark Blonde - 6N. A Naturtint é uma marca de tinturas veganas, com preocupação de possuir ingredientes mais naturais, sem amônia, metais pesados, parabenos e óleo mineral. Não chega a ser tão natural como a henna, mas ainda assim é menos agressiva que tinturas convencionais.

A cor natural do meu cabelo é castanho médio na raiz e claro nas pontas. Como cabelos descoloridos tendem a deixar a cor um pouco mais escura quando escurecidos, achei que o loiro escuro ficaria bem próximo da minha cor.

Comecei separando várias mechinhas e aplicando a tinta na raiz. Levei a tinta em direção às pontas, concentrando mais na raiz até a metade do cabelo, e deixando para as pontas somente o excesso, já que eu gosto de pontas mais claras e também porque eu percebi que apenas uma caixa seria pouco. Tenho muuuuuito cabelo!

O tempo de espera foi de 40 minutos. Depois lavei normalmente, usando os sachês de shampoo e condicionador que vieram na caixa. O shampoo não tem sulfato e não faz espuma. Achei muito difícil de espalhar! Precisei usar uma máscara que eu já tinha porque só o condicionador não foi suficiente.

Esse foi o resultado após secar:

Desculpem a cara de psicopata!

A cor ficou exatamente a cor natural do meu cabelo! \o/\o/ Amei amei amei!!!! Ficou muito natural, nem parecia que tinha pintado. E o cabelo ficou macio e com um brilho bonito.

Só que depois de umas 3 lavagens começou a desbotar e ficar levemente alaranjado:


E depois de 10 lavagens, mais desbotado ainda:


          

Segundo a marca, a duração da tinta é de até 5 semanas, mas não foi isso que eu notei. A cor desbota muito rápido. E o fato de ter que ficar importando toda vez não é uma boa ideia. Além disso não é barata - custa aproximadamente 27 reais mais o frete.

Resumindo:

Pontos positivos
- Não danificou nem ressecou muito o cabelo, achei até que ficou mais macio que antes, o que é normal achar quando se tem o cabelo descolorido.
- A cor é realmente muito natural e lindíssima durante as primeiras lavagens.
- Contém ingredientes menos agressivos.
- A marca é vegana.
- Não tem cheiro forte.

Pontos negativos
- Desbota muito rápido no meu cabelo.
- É cara e tem que importar.
- Me deu dor de cabeça no dia seguinte.